• 20 de junho de 2024

Câmara homenageia Escola José Cañellas pelos seus 60 anos de contribuições à comunidade frederiquense e regional

 Câmara homenageia Escola José Cañellas pelos seus 60 anos de contribuições à comunidade frederiquense e regional

Moção de Aplausos foi entregue à instituição na segunda-feira, 27

Com a presença de representantes da direção e corpo docente, o Poder Legislativo de Frederico Westphalen homenageou na segunda-feira, 27 de maio, a Escola Estadual Técnica José Cañellas, pelos seus 60 anos de história e dedicação ao ensino no âmbito do município e região, rememorados neste mês de maio. Na oportunidade foi entregue uma Moção de Aplausos, de autoria do presidente da Câmara, Leandro Mazzutti (PDT), mas aprovada por unanimidade pelos parlamentares de todas as bancadas da Casa.

Além de Mazzutti, também prestigiaram a solenidade, que ocorreu nas dependências da escola, os vereadores Aline Ferrari Caeran, Belonir Vendruscolo, Jacques Douglas de Oliveira e Reginaldo Pellegrin e os assessores de bancada da Câmara. “Sessenta anos não são sessenta dias. A escola tem essa representatividade toda pelo trabalho de vocês, essa união dos esforços entre a direção, professores e servidores”, destacou o propositor da Moção.

Representando as suas respectivas bancadas, os vereadores Jacques Douglas de Oliveira (MDB) e Aline Ferrari Caeran (Progressistas) também parabenizaram o educandário pelo aniversário de 60 anos. “A maioria dos vereadores da nossa Casa Legislativa foi aluno do Cañellas e essa homenagem, por meio desta Moção de Aplausos, é mais do que justa por tudo o que a escola fez e faz pela educação em nosso município”, ressaltou Oliveira. “Muitas mãos ajudaram a construir o trabalho que a Escola Cañellas faz hoje e é com orgulho que eu falo isso porque fui aluna do Curso Integral desta instituição”, complementou Aline.

Em nome da direção da escola, o vice-diretor, Paulo Rogério Brand, agradeceu o reconhecimento do Poder Legislativo. “A escola poder contribuir para a formação de profissionais que hoje atuam na nossa comunidade é uma honra muito grande. Realmente precisamos avançar muito, pedimos o apoio dos vereadores que podem nos auxiliar a trazer novos cursos e novas possibilidades para a região, porque são 60 anos de local e regional. O Cañellas tem essa tradição, são mais de 30 municípios de atuação, de alunos que vêm todos os dias para a Escola Cañellas, sendo uma referência. Então, muito obrigado por essa homenagem”, agradeceu Brand.

60 anos de história

Em 1949, um grupo de pessoas da sociedade, liderado pelo escrivão distrital, José Cañellas, iniciou o trabalho em prol da implantação de uma escola, no Distrito de Frederico Westphalen, que oferecesse um ensino público para além do primário, o então ginásio, como era conhecido na época. O objetivo era permitir que os jovens da Vila Barril e arredores pudessem continuar tendo acesso à educação e cultura, não precisando se deslocarem para grandes centros, como Passo Fundo ou Santa Maria.

O sonho da implantação do tão almejado ginásio só viria a tornar-se realidade na década de 1960, após nova mobilização de lideranças. Nascia aí, mais precisamente em 6 de maio de 1964, o Colégio Comercial Engenheiro Frederico Westphalen, posteriormente denominado de Colégio Comercial José Cañellas e, mais tarde, de Escola Estadual Técnica José Cañellas, em homenagem ao cidadão pioneiro e primeiro tabelião da Vila Barril, reconhecido também pelos seus esforços na educação do município.

Em seu primeiro ano, escola funcionava em caráter probatório, em um espaço cedido pela Secretaria de Educação do Estado, junto à Escola Grupo da Sede, hoje Sepé Tiaraju. Os alunos pagavam mensalidades simbólicas para estudar e os professores trabalhavam gratuitamente. No ano seguinte, os professores começaram a ser contratados pelo governo e as despesas passaram a ser responsabilidade do Estado. Em 1983, a escola passa a atender em prédio próprio, situado na Rua Assis Brasil, nº 1000, no Bairro Itapagé.

No início de suas atividades, a escola ofereceu o Curso Técnico em Contabilidade, com habilitação técnica em nível de 2º Grau. Na sequência, instituiu o Curso Auxiliar em Contabilidade concomitante com o Ensino Médio, oferecido à comunidade no período de 1975 a 1988, quando passou a oferecer o Curso Preparação para o Trabalho. Somente nos anos 2000, a escola instituiu o Ensino Médio desvinculado do Ensino Técnico. Foram criados o Ensino Médio e o Ensino Médio em Tempo Integral, ambos com duração de três anos. A escola ainda passou a ofertar, além do Curso Técnico em Contabilidade, já existente, o Curso Técnico em Administração e Técnico de Enfermagem, disponíveis até hoje, formando milhares de alunos em nível médio e técnico da região ao longo dos anos.

RS Norte

Noticias Relacionadas