• 28 de maio de 2024

24ª Feira do Livro de Erechim chega ao fim superando a expectativa de 20 mil visitantes

 24ª Feira do Livro de Erechim chega ao fim superando a expectativa de 20 mil visitantes

Chegou ao fim ne sábado (29), véspera do aniversário do município, a 24ª Feira do Livro de Erechim – Novos Horizontes, que integra as festividades dos 105 anos de Erechim. Durante oito dias, mais de 60 atividades integraram a programação, sete livreiros e a expectativa de 20 mil visitantes foi superada.

Sino é tocado – chegou ao fim a Feira do Livro

Assim como para abertura, onde o sino é tocado pelo patrono, no fim da tarde deste sábado, a patrona Joemir Rosset, tocou o sino no corredor dos livreiros, dando por encerrada a 24ª edição da feira. Logo após, ela, o homenageado, radialista em atividade há mais de 70 anos, Franciso Basso Dias, a presidente da Academia Erechinense de Letras (AEL), Helena Confortin e a secretária de Cultura e Esporte, Carla Talgatti, discursaram evidenciado o sucesso do evento e a colaboração de todos envolvidos.

Praça é lugar de feira!

A edição marcou a volta da Feira do Livro Praça Jayme Lago, que durante os dias de evento, foi nominada de Praça do Livro. O Márcio Simon da Agridoce, comentou que todos expositores avaliaram positivamente a Feira do Livro. “Foi uma das melhores dos últimos anos, em matéria de estrutura, de local, fluxo de pessoas que foi excelente para todos e se manter esse local, claro, fazendo melhorias sempre, é muito bom. O público gostou muito, de crianças a idosos, foi tudo perfeito”, comentou o livreiro.

Além do comércio

O professor da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Gerson Severo, destacou a importância de ir além de um ponto de comércio. “Nós presenciamos uma feira de livro inteiramente madura, que é possível enxergar o esforço de pessoas que trabalharam com noção e intenção de como se faz. De fato, além de espetáculos de teatro, música, só de ter um café aqui, já muda tudo. Café rima com livro, rima com cultura e é muito interessante o número de atividades que teve em torno da ideia da comercialização. O livro é um objeto de venda e compra, mas tem um aspecto cultural e simbólico. É preciso ter atividades culturais em torno, constituindo a feira, falando de livros, ideias e autores. Isso constitui a cidade preocupada com a cultura de fato”, explicou o professor.

Pertencimento em todos espaços

A secretária de Cultura e Esporte, agradeceu à todos envolvidos neste grande evento e destacou o quanto as pessoas se sentiram bem e acolhidas na Feira do Livro.

“Tivemos uma feira diversificada, com a participação da comunidade, as pessoas tiveram a sensação de pertencimento em todos espaços, afinal a feira está em um espaço democrático e para estimular e evidenciar a importância da formação de leitores, da leitura e dos livros nas nossas vidas. Parabéns Erechim, um evento que com certeza, marco muitas pessoas que passaram por aqui”, destacou a secretária.

A 24ª Feira do Livro de Erechim integra as festividades dos 105 anos de Erechim, promovida pela Prefeitura de Erechim, através da Secretaria Municipal de Cultura e Esporte, com patrocínio de Sicredi UniEstados e PC Soluções Corporativas. O evento contou ainda com apoio de Academia Erechinense de Letras (AEL), Universidade Federal da Fronteira Sul, Unimed Erechim, URI Erechim, Instituto Federal Campus Erechim, UERGS Unidade Erechim, Sesc Erechim, SEBRAE Erechim, Secretaria Municipal de Educação e 15ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE).

RS Norte

Noticias Relacionadas