• 20 de abril de 2024

Prefeito de Chapecó: “Só não roubar que sobra dinheiro para realizar obras e ações em favor da comunidade” afirma João Rodrigues durante evento em Frederico Westphalen

 Prefeito de Chapecó: “Só não roubar que sobra dinheiro para realizar obras e ações em favor da comunidade” afirma João Rodrigues durante evento em Frederico Westphalen

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD) palestrou para centenas de pessoas na noite desta quarta-feira, no Salão de Atos da URI, em Frederico Westphalen, durante “Diálogos para o Desenvolvimento Regional”, promovido pela URI/FW, Codemau, AE-FW, com o apoio da Amzop e da Digifred.

Ele foi taxativo quando à correta aplicação dos recursos públicos. “Só não roubar que haverá dinheiro para ações e obras”.  Ele apresentou cases relacionados ao empreendedorismo, inovação, promoção de políticas públicas, abordando também sua trajetória como gestor público. Rodrigues fez uma explanação detalhada dos programas e ações que vem realizando em Chapecó, município do Oeste de SC, com uma população de 254,7 mil pessoas.

O Prefeito de Chapecó também destacou o trabalho realizado pelo Governo Bolsonaro e defendeu que os recursos públicos devem ser aplicados no Brasil, que enfrenta muitos problemas, e não em outros países.

Mais informações

O evento, pensado para oportunizar conhecimento e reflexões sobre os caminhos para desenvolver a região, reuniu um grande público, com mais de 30 municípios representados, entre lideranças, autoridades e pessoas da comunidade. Também participou o secretário executivo do Gabinete de Articulações aos Municípios e prefeitos da Secretaria da Casa Civil, Salmo Dias de Oliveira, representando o governo do Estado gaúcho.

Inicialmente, o convidado – que já foi prefeito e vice de Pinhalzinho/SC, deputado estadual e federal, e prefeito de Chapecó, estando no seu segundo mandado – explanou sobre a sua forma de fazer gestão. Rodrigues afirmou que se a população está deprimida, é porque o poder público não está motivado, então prega otimismo e assegura que esta forma de agir está dando resultado.

– Tudo o que o gestor faz tem que ter empatia, humanidade. Sabemos que a gestão pública é engessada, mas é preciso ‘quebrar o gesso’, agindo dentro da lei, mas flexibilizando o que é possível. É necessário sair do seu gabinete, conhecer a realidade do seu município, atravessar a rua para fazer um pouco mais pelo seu povo. Faço isso diariamente, mostrando aos munícipes que sempre precisamos fazer além, isso por parte da administração, mas também eles precisam se desafiar diariamente e fazer melhor – disse o prefeito.

Ainda sobre a forma de administrar, o gestor afirma que é contra bolsas “gratuitas”, sem ter nada em troca. “Em Chapecó, criei o Bolsa Trabalho. A família ganha um salário mínimo mensal, uma bolsa alimentação e frequenta um curso de qualificação profissional por dois anos. Para ganhar isso, estas pessoas, que hoje somam 60 famílias, precisam trabalhar na prefeitura, limpando ruas, pintando meio-fio, cortando grama. Em minha opinião, é assim que precisa funcionar, pois tudo o que é de graça não dá resultado”, frisa.

Outra ação implementada no seu município, foi a desburocratização para pessoas que acreditam e querem aplicar recursos em Chapecó. “Se alguém quer investir, vamos abrir todas as barreiras para agilizar os processos. Hoje, levamos 18 horas para aprovar um investimento e isso tem dado resultado. De 2021 até hoje, somente em obras privadas aprovamos em torno 1,8 milhão de m² de obras. Isso gera mais emprego, movimenta a economia e temos 74 novas indústrias cadastradas para construir no novo distrito industrial. Com isso, teremos mais empregos e, consequentemente, mais renda. Então, o gestor precisa ter uma visão de futuro e sempre buscar caminhos que possam apoiar quem quer ajudar no desenvolvimento do seu município”, acredita o convidado.

Painel

Após sua primeira fala, Rodrigues participou de um painel, com a participação dos representantes das entidades e instituições promotoras do evento. Entre os questionamentos, a diretora geral da URI/FW, Elisabete Cerutti, o indagou sobre as políticas públicas voltadas à educação que a Administração de Chapecó está desenvolvendo. Rodrigues assegurou que as grandes parcerias de governo são com as universidades, que somam 16 no seu município.

– Neste ano, lançamos um grande programa, a partir dos 7 anos as crianças nas escolas começam a trabalhar com computadores, adquiridos pela prefeitura. Também, a partir da mesma idade, elas  começam a aprender sobre educação financeira e empreendedorismo em sala de aula. Ainda, em maio vamos inaugurar laboratórios para identificar quais os talentos dos alunos. Para atender a este público, os profissionais e alunos das universidades nos auxiliam na conduções dos processos. Fizemos isso, porque entendemos que é preciso formação, conhecimento, qualidade no ensino e profissionalização. Somente assim podemos evoluir como cidadãos e sociedade – acredita.

Avaliando esta edição do Diálogos para o Desenvolvimento Regional, Elisabete menciona que a gestão é sempre um desafio posto, e receber uma pessoa que tem liderança e gestão qualificada, mostra caminhos e proporciona uma retomada de princípios e linhas de ação que podem ser implementadas. “Outro fator foi receber a comunidade regional e podermos pensar juntos as linhas de formação que estamos adotando para fortalecer o desenvolvimento regional. Por tudo isso, queremos agradecer o vínculo da URI com os demais promotores e a todos os envolvidos em mais esse evento”, finaliza a diretora.

Com informações do Jornal RS NORTE e imprensa/URI

RS Norte

Noticias Relacionadas