• 18 de maio de 2024

Passo Fundo: Prefeitura inicia as obras de revitalização da Avenida Presidente Vargas

 Passo Fundo: Prefeitura inicia as obras de revitalização da Avenida Presidente Vargas

Reivindicada por muitos anos, a grande obra da Avenida Presidente Vargas teve início nesta segunda-feira (15). A revitalização contemplará 5,2 quilômetros, entre a Rua General Canabarro e o Trevo do Ricci, com nova pavimentação, reforço na drenagem, iluminação em LED, paisagismo, sinalização viária e pontos de ônibus em concreto. Também contará com o alargamento do canteiro central, ciclovia e caminhódromo.

Para o prefeito Pedro Almeida, essa é mais uma obra de infraestrutura feita pela Prefeitura que impactará no cotidiano das pessoas. “Temos certeza que essa obra era muito aguardada pela população, sobretudo, por quem utiliza a Presidente Vargas diariamente. A revitalização não otimizará apenas o trânsito, mas impactará em mais qualidade de vida, pois vamos atender a demandas levantadas pela comunidade”, disse.

O projeto foi desenvolvido pelas secretarias municipais de Obras, Planejamento e Segurança com a participação do Fórum de Mobilidade Urbana. A revitalização vai acontecer em etapas para reduzir ao máximo os impactos no trânsito e tem prazo de 15 meses para conclusão. As obras foram iniciadas no Trevo da Ricci e avançarão em direção ao Centro.

Todos os dias, a Avenida Presidente Vargas concentra um intenso fluxo. Conforme o secretário de Segurança, João Darci Gonçalves, em frente ao Colégio Cecy Leite Costa, considerando os dois sentidos, passam 24 mil veículos. “Esse número é semelhante ao da Avenida Brasil, na esquina com a Avenida Sete de Setembro, que é trecho de passagem de 25 mil veículos diariamente. A obra na Presidente Vargas terá intervenções importantes em alguns cruzamentos, proporcionando mais segurança e dinamicidade aos usuários, como a implantação de rótulas e melhor sinalização com mais visibilidade”, mencionou.

O secretário de Obras, Rubens Astolfi, destaca que o asfalto será reforçado no local para comportar o trânsito. “As melhorias na pavimentação foram projetadas a partir de um diagnóstico técnico baseado em ensaios de engenharia, que apontaram para três diferentes tipos de solução para o trecho: reforço estrutural no pavimento; trechos com fresagem e capa nova de asfalto; e pavimentos em concreto nas paradas de ônibus, como os da Avenida Brasil, para garantir a preservação”, mencionou.

Além disso, uma das necessidades atuais da Presidente Vargas e que será atendida é a ciclovia. O espaço será anexado aos canteiros centrais logo no cruzamento com a Avenida Sete de Setembro e contará com caminhódromo a partir das imediações de acesso ao Bairro Planaltina. “Com relação à ciclofaixa que existe atualmente, a nova ciclovia terá uma extensão 3,3 quilômetros maior. A área receberá iluminação em led, que também será posicionada para a via”, pontuou Rubens.

Conforme o secretário de Planejamento, Giezi Schneider, as obras beneficiarão diretamente a população. “São muitos elementos de ganho para todos. As melhorias na mobilidade, no trânsito, na iluminação e no paisagismo promoverão mais qualidade e segurança para o fluxo e a passagem das pessoas”, salientou.

Avenida Scarpellini Ghezzi

A Prefeitura deu início, na última semana, à revitalização da Avenida Scarpellini Ghezzi, que vai melhorar a mobilidade urbana entre os bairros Lucas Araújo e São Cristóvão. As intervenções acontecerão em dois quilômetros, entre a Avenida Presidente Vargas e a Rua João Biazus com nova pavimentação, reforço na drenagem, iluminação em LED e ciclovia, respeitando as características ambientais da região.

A elaboração do projeto contou com o envolvimento das secretarias de Obras, Planejamento, Segurança e Meio Ambiente. Conforme o secretário de Obras, Rubens Astolfi, uma das principais características será a pavimentação com blocos intertravados em 500 metros da via, entre as ruas da Sé e Daltro Filho. “Queremos garantir a preservação das características da região. Por ser uma área ambiental, buscamos uma pavimentação que faça a melhor drenagem da água da chuva e promova uma velocidade de trânsito reduzida”, destacou.

A previsão para a conclusão é de um ano. Além da Scarpelini Ghezzi, foram inseridas na mesma licitação as ruas Guilherme Kurtz, São Pedro, Coronel Miranda e Mascarenhas, totalizando quase 5 quilômetros de obras nesta região.

Obras de infraestrutura
O ano de 2023 é marcado por muitas obras de infraestrutura, que impactarão na mobilidade urbana e no dia a dia da população.

Minha Rua com Asfalto
Está aberta a votação da quarta edição do programa Minha Rua com Asfalto, que incluirá o asfaltamento de mais 150 quadras, em 30 bairros. A consulta popular que vai auxiliar na definição das ruas prioritárias e do cronograma de obras seguirá até o dia 15 de junho pelo site http://minharuacomasfalto.pmpf.rs.gov.br/. Já foram computados mais de dois votos.

A ideia de estruturar o cronograma de obras, que contempla a canalização e o asfaltamento das vias, com a participação das pessoas amplia o envolvimento da comunidade na prestação do serviço público. Durante a votação, além de apontar para uma das ruas pré-selecionadas pela Prefeitura, é possível mencionar uma rua não incluída na lista a fim de que ela também seja contemplada. As 15 ruas mais indicadas, com até cinco quadras e em área urbana, também serão asfaltadas.

Conforme o secretário de Obras, Rubens Astolfi, as obras da quarta edição terão início logo após a conclusão da terceira etapa do Minha Rua com Asfalto, que já está com 70% das obras executadas. “Pelo programa, mais de 350 quadras já receberam as obras, impactando diretamente no dia a dia dos moradores. Estamos na reta final das intervenções nas ruas que fazem parte da terceira edição. Assim que esta etapa for finalizada, a quarta será iniciada”, pontua.

Mais obras de asfalto
Paralelamente a essas obras, a Prefeitura trabalha no asfaltamento de vias extensas da cidade que são estratégicas para o trânsito e a mobilidade urbana. Em março, o prefeito anunciou dois pacotes de obras, que, a partir da contratação de uma empresa via licitação, contemplarão 12 ruas, totalizando 18 quilômetros e 178 quadras, com novo asfalto, sinalização e iluminação em LED.

O primeiro pacote abrangerá as ruas Uruguai, Paissandu, Gelson Ribeiro e Teixeira Soares, além das avenidas Moacir da Motta Fortes e Rio Grande. O segundo, as ruas Bento Gonçalves, Fagundes dos Reis, Capitão Eleutério, Lava Pés, Senador Pinheiro e João de Césaro. Os processos licitatórios estão em andamento e as obras deverão iniciar ainda neste primeiro semestre de 2023.

Conforme o prefeito, este projeto é estudado há mais de seis meses pelas secretarias de Obras e Planejamento, junto com o setor de Mobilidade Urbana. “São obras que qualificarão vias muito importantes para a mobilidade urbana da cidade, que ligam os bairros ao Centro e precisam da revitalização para suportar o fluxo de veículos e garantir uma maior segurança a todos os usuários”, menciona.

Foto: Michel Sanderi

RS Norte

Noticias Relacionadas