• 18 de maio de 2024

SÃO CHICO: VALE A PENA!

 SÃO CHICO: VALE A PENA!

Gilberto Jasper
Jornalista/[email protected]

Conheço quase todo o Rio Grande do Sul. Trata-se muito mais de minhas experiências profissionais do que de passeios de lazer ou turismo. Muitos gaúchos viajam mundo afora, mas desconhecem jóias que estão pertinho.
Tenho procurado descobrir atrativos de cidades que conheci a trabalho, visitando apenas a prefeitura, um ginásio de esporte, hotel e restaurante. Há um mês estive em São Francisco de Paula, nos Campos de Cima da Serra. Comunidade pequena, tranquila e acolhedora.
Cheguei sexta-feira à tardinha e retornei domingo. Fiquei numa pousada simples, porém acolhedora, com robusto café da manhã, tendida por um casal auxiliado pelo filho, piá falante de 10 anos, pródigo em dicas de passeios e boa comida.
Um cartão postal de São Chico é o Lago São Bernardo.  Com dois quilômetros de circunferência, abastecido por oito vertentes naturais. Local ideal para caminhar, pedalar, tomar chimarrão e meditar. Em uma das cabeceiras encontra-se o Hotel Cavalinho Branco, cuja iluminação empresta ares de imponência.
Na rua central (Av. Júlio de Castilhos) funciona a Livraria Miragem. Ao entrar no lugar tem-se a nítida sensação de voltar no tempo. O espaço é uma idealização da professora aposentada de História Luciane Olga Soares. Revoltada com as mudanças ambientais e sociais da região, ela resolveu criar um refúgio para a história e a cultura local. 
Em três andares é possível deparar com objetos centenários, como uma antiga carteira, peça única de madeira, usada antigamente na sala de aula. Era composta de um assento e mesa para colocar lápis e, na parte de baixo, espaço para guardar os livros e cadernos. É uma livraria e antiquário com café e lugar para eventos.
O último local visitado foi o Mátria Parque de Flores que abriga 30 jardins. É um gigantesco jardim botânico a céu aberto. Possui restaurantes com música ao vivo, redes e espreguiçadeiras para relaxar entre as centenas de preás que residem no jardim. Cometi o pecado de não fazer o passeio de hora e meia em carrinho de golfe. Assim, perdi de conhecer o berçário das mudas, o apiário, o passeio de barco, mas voltarei.
Como São Chico, há inúmeras comunidades gaúchas para encher os olhos de beleza e orgulho. Basta explorar!

RS Norte

Noticias Relacionadas