• 20 de junho de 2024

Prefeito Evandro Massing, entrega ao presidente Lula documento da Amzop

 Prefeito Evandro Massing, entrega ao presidente Lula documento da Amzop

O presidente da Associação dos Municípios da Zona da Produção (AMZOP), Evandro Massing, entregou na manhã desta sexta-feira um ofício do movimento Pró Ferrovia Norte-Sul e cartas de apoio de empresas e entidades ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Atualmente as obras da ferrovia estão paradas em São Paulo.

O momento ocorreu durante a entrega de um conjunto habitacional em Viamão, no Rio Grande do Sul. O destaque do documento entregue por Massing é solicitar a realização do projeto executivo do trecho Rio Grande do Sul e Santa Catarina da Ferrovia Norte-Sul.

De acordo com o presidente da AMZOP, o governo federal desempenha um papel fundamental nesse projeto, e a entrega do ofício ao presidente da república reafirma a relevância dessa iniciativa. A ferrovia norte-sul é vista como um meio essencial para a integração do Rio Grande do Sul e Santa Catarina à malha ferroviária nacional. A implementação dessa infraestrutura permitirá a ampliação do transporte de cargas e contribuiria significativamente para o desenvolvimento econômico da região. Ao entregar o ofício e as cartas de apoio, Evandro Massing ressaltou a necessidade de investimentos nesse projeto e destacou os benefícios que a Ferrovia Norte-Sul trará para os estados.

O presidente Lula recebeu o material com atenção e agradeceu o apoio das empresas e entidades envolvidas. Ele reconheceu a relevância da Ferrovia Norte-Sul e destacou o compromisso do governo em promover o desenvolvimento e a infraestrutura do país. — A entrega ao presidente da república fortalece a mobilização em torno desse projeto estratégico para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina demonstrando a união de diversos setores da sociedade em prol do desenvolvimento regional e nacional por meio da expansão da malha ferroviária-, afirma Massing. Uma reunião com o Ministério dos Transportes sobre o assunto está marcada para próxima terça-feira em Brasília e envolverá lideranças do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Não é uma obra que poderá ocorrer em poucos anos, mas é preciso manter a mobilização, juntamente com lideranças de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e RS.

RS Norte

Noticias Relacionadas