• 8 de dezembro de 2023

Mais 59 municípios passam a integrar a Rede Bem Cuidar

 Mais 59 municípios passam a integrar a Rede Bem Cuidar

Foi publicada, nesta terça-feira (8), a relação dos 59 novos municípios que passam a integrar a Rede Bem Cuidar (RBC/RS), iniciativa que faz parte do Programa Estadual de Incentivos para Atenção Primária à Saúde (Piaps) da Secretaria da Saúde (SES). O prazo para novas adesões foi aberto no último mês aos municípios. Com essas, a rede fica composta por um total de 487 municípios.

A RBC/RS se trata de uma proposta de colaboração entre as gestões estadual e municipal, os trabalhadores da saúde e a população. O objetivo é incentivar a melhoria e o fortalecimento dos serviços de atenção primária à saúde oferecidos à população gaúcha.

Veja aqui os novos municípios que realizaram a adesão à RBC/RS

Sobre a RBC/RS

 A RBC/RS é uma abordagem nova no atendimento que busca abranger mais efetivamente as demandas trazidas pela comunidade. Com isso, cada unidade de estratégia de saúde da família qualifica, ainda mais, o seu cuidado voltado à realidade local. Lançado em agosto de 2021, inicialmente, o projeto teve foco na população idosa, priorizando a atenção em saúde para o envelhecimento saudável, inclusive com certificação dos serviços de saúde como Unidades Amigas da Pessoa Idosa. 

Com a adesão à Rede Bem Cuidar, as equipes passam a contar com um incentivo para desenvolver práticas mais acolhedoras e resolutivas, em ambientes mais confortáveis para os usuários e trabalhadores, melhorando as condições de trabalho e de atendimento. 

Os municípios recebem um incentivo de R$ 60 mil, em parcela única, para a adesão à rede, e R$ 8 mil mensais para custeio. Caberá aos municípios a responsabilidade de alimentar o sistema de monitoramento do projeto e participar das etapas e ciclos de desenvolvimento previstos na iniciativa. Os recursos podem ser utilizados, por exemplo, para reformas, adaptações e melhorias na acessibilidade. Essa verba integra o Piaps, que repassa recursos do Estado às cidades para os serviços de atenção primária à saúde.

Agostinho Piovesan

Noticias Relacionadas