• 20 de junho de 2024

IPE Saúde reajusta valores de remuneração para procedimentos médicos

 IPE Saúde reajusta valores de remuneração para procedimentos médicos

Em reunião na Casa Civil, no Palácio Piratini, nesta segunda-feira (27/11), o IPE Saúde anunciou o reajuste da tabela de valores repassados aos médicos por procedimentos. A revisão dos honorários era uma reivindicação de entidades médicas e dos profissionais credenciados ao instituto. No reajuste foram contemplados 95 procedimentos indicados por 22 especialidades médicas vinculadas à Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs).

A partir dos procedimentos elencados, ocorreram análises técnicas para definir o padrão de atualização dos valores de cada procedimento, dentro do teto financeiro estabelecido. Além de critérios técnicos, que priorizaram os procedimentos mais prevalente e com valores mais defasados, a equipe multidisciplinar do IPE Saúde definiu um maior reajuste para procedimentos relacionados à natalidade e à valorização da vida, como o parto normal e a cesariana, que tiveram quase 200% de aumento.

“Nestes momentos que ficam mais visíveis os efeitos das reformas no Estado feitas por esta gestão. O resultado vai aparecer lá na ponta, com a melhora do atendimento ao usuário do instituto”, disse o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos.

O novo reajuste tem um impacto financeiro anual calculado em R$ 81,5 milhões. O investimento se soma aos R$ 41,5 milhões previstos para a recomposição dos honorários de consultas médicas e aos R$ 17 milhões projetados no reajuste das visitas médicas hospitalares. Anualmente serão R$ 140 milhões a mais para os profissionais credenciados ao instituto, valor que já era previsto para recomposição de honorários.

“Este movimento de valorização do médico do IPE Saúde fundamenta-se nas premissas emanadas das sociedades médicas, no reconhecimento de defasagens históricas, mas também em critérios de bom senso e valorização da vida. É importante ainda reconhecer o trabalho exaustivo das áreas técnicas do instituto na implantação dessas melhorias”, afirmou o presidente do IPE Saúde, Paulo Afonso Oppermann.

Anúncio do aumento foi realizado durante reunião na Casa Civil
Anúncio do aumento foi realizado durante reunião na Casa Civil – Foto: Matheus Lopes / Ascom IPE Saúde

Os reajustes foram possíveis a partir do projeto de reestruturação do IPE Saúde, apresentado pelo governo e aprovado pela Assembleia Legislativa. A nova lei alterou o modelo de financiamento da autarquia, corrigindo a distorções que geravam déficit financeiro todos os meses.

Os novos valores dos honorários de consultas médicas e visitas hospitalares já haviam sido apresentados no mês de outubro e estão em vigor desde o dia 1º de novembro. As consultas médicas realizadas em consultório foram reajustadas em 20%; já para as visitas hospitalares o reajuste chegou a 64,13%.

O secretário adjunto da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), Bruno Silveira, também participou da reunião na Casa Civil. Ainda estiveram presentes o presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), Marcos Rovinski; o presidente da Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs), Gerson Junqueira Jr; e o representante do Conselho Regional de Medicina do Estado (Cremers) Luciano Hass.

RS Norte

Noticias Relacionadas