• 24 de fevereiro de 2024

Hospital Santa Terezinha entrega etapa dois do novo Complexo de UTIs

 Hospital Santa Terezinha entrega etapa dois do novo Complexo de UTIs

A Fundação Hospitalar Santa Terezinha (FHSTE) é um hospital de caráter local, regional, macrorregional e estadual e atende majoritariamente pacientes da rede pública de saúde e realizou 276.228 atendimentos em 2023, num acréscimo de 4% quando comprado ao ano anterior, o que demonstra claramente a importância da instituição de saúde para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Em 2022, através de parceria firmada com a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e mediante alocação de emendas parlamentares foi ampliada a capacidade operacional da UTI Adulto, passando de 10 para 20 leitos, com área final de 538 metros quadrados, com equipamentos e mobiliários novos.

A obra de ampliação das UTIs compreende quatro etapas, sendo a ampliação da UTI Adulto (entregue), a área de apoio, UTI Neonatal e UTI Pediátrica, numa área física de aproximadamente 1.143 m², dispostas no segundo andar da Casa de Saúde/SUS.

Nesta semana foi finalizada a segunda etapa que corresponde a área de apoio com 85m², que compreende uma área nova com três quartos com banheiros para os médicos plantonistas, DML e área administrativa, todas anexas a estrutura da UTI Adulto.

Com a finalização da área de apoio será possível a migração dos quartos antigos para o novo espaço, fato que também ocorreu com a abertura do Centro de Parto Normal (CPN), liberando o antigo Centro Obstétrico para as futuras obras do complexo.

“A partir desde estágio estamos iniciando as tratativas para as próximas etapas, que corresponde as obras das UTI Neonatal e Pediátrica. Só podemos avançar na melhoria das estruturas físicas a partir do momento em que o recurso específico está disponível”, pontua a direção do Santa Terezinha.

Para realização de obras no ambiente hospitalar são necessários uma série de cuidados, o que muitas vezes torna as obras mais lentas. “Não podemos deixar de levar em consideração que a Casa de Saúde mantém seus atendimentos normais, sendo necessário o estabelecimento de fluxos e logística específica de cada obra, para que não comprometa os atendimentos e para que não tenhamos contratempo, mas, mesmo assim, solicitamos compreensão da comunidade”, finalizam os diretores do Santa.

RS Norte

Noticias Relacionadas