• 28 de maio de 2024

Cultivo de flores de corte é alternativa de diversificação para as propriedades

 Cultivo de flores de corte é alternativa de diversificação para as propriedades
Parceria entre a Emater/RS-Ascar e a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), o Projeto Flores Para Todos está sendo apresentado pela equipe Phenoglad, no Espaço da Emater/RS-Ascar, no Parque de Exposições Assis Brasil, durante a 46ª Expointer, em Esteio. No local, técnicos e estudantes mostram alternativas de flores de corte, como gladíolos, girassois, ornitogalos, dálias e statices, que podem ser adotadas para a diversificação na agricultura familiar, tendo por base os três pilares da produção sustentável: ambiental, social e econômico.  Em linhas gerais, a ação visa estimular a floricultura, não apenas no embelezamento das propriedades, mas também a geração de renda. Com onze fases realizadas, o programa já alcançou, em cinco anos, 313 famílias rurais e 53 escolas de campo, de 16 estados brasileiros e Distrito Federal – sendo a metade deles no Rio Grande do Sul. Desde 2018, o Flores Para Todos se consolida como uma ação inclusiva para a floricultura, com estímulo à profissionalização e o espírito empreendedor dos envolvidos. A acadêmica de Agronomia da UFSM, Letícia Ferronato, salienta que, para os produtores inclusos no projeto, é fornecido material propagativo, além de orientações desde o plantio até a colheita – em parceria com a Emater/RS-Ascar, com socialização de conhecimentos gerados pela pesquisa, que estabelecem diálogo com a extensão. “Nessa caminhada, espera-se que o agricultor se torne apto para o cultivo e o manejo de flores”, comenta Letícia.  Já nas escolas rurais, o propósito é que os alunos aprendam a produzir flores de corte para a decoração de festividades escolares ou para a comunidade em geral, buscando ainda, despertar o interesse dos jovens do campo pela jardinagem por meio de projetos inovadores e sustentáveis de paisagismo. “Esta é uma oportunidade de levar a ideia da diversificação das culturas aos pais e demais familiares, estimulando o espírito empreendedor”, salienta a extensionista da Emater/RS-Ascar, Nástia Garcia.  No local, vinculado à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR) , os visitantes também podem conferir canteiros com espécies de gladíolos, girassois e ornitogalos, além de saber mais detalhes sobre manejos, como os de colheita, de manuseio e outros. Produtores interessados em saber mais sobre o programa, podem procurar os Escritórios Municipais da Emater/RS-Ascar. Uma nova etapa do projeto deve ocorrer nos próximos meses.  Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar na Expointer

RS Norte

Noticias Relacionadas