• 13 de abril de 2024

Conab comprará R$ 100 milhões em leite em pó para ajudar produtores

 Conab comprará R$ 100 milhões em leite em pó para ajudar produtores

Os produtores de leite poderão contar com o apoio de R$ 100 milhões do governo federal para a compra do produto em pó. A aquisição será feita pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), na modalidade Compra Direta. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (16) pelo ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), Paulo Teixeira, durante a Marcha das Margaridas em Brasília, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do presidente da Companhia, Edegar Pretto.

“A Conab vai comprar R$ 100 milhões em leite da agricultura familiar. A partir de agora nós vamos operacionalizar com rapidez para chegar até o agricultor e a agricultora a compra do leite com preço melhor”, afirma o presidente da Conab.

O leite em pó a ser adquirido será destinado a pessoas em condições de insegurança alimentar e nutricional, conforme demanda do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS). Nos próximos dias, a Conab divulgará mais detalhes sobre a operação.

“A compra permite reforçar as ações de segurança alimentar e nutricional. O leite em pó é um produto que pode ser incluído nas cestas de alimentos ou doado para entidades que fornecem alimentação a pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional”, destaca Pretto.

A medida de apoio também atende a demanda dos produtores de leite. “O que nós buscamos com essa ação é fortalecer a produção leiteira da agricultura familiar garantindo a renda dos trabalhadores e trabalhadoras de forma também a manter uma importante atividade para o país”, reforça o presidente da Conab.

Podem participar agricultores familiares organizados em cooperativas ou outras organizações que possuem DAP pessoa jurídica. De acordo com o Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 98% dos estabelecimentos rurais dedicados à bovinocultura de leite, têm produção de até 500 litros/dia, respondendo por 70% da produção do país.

Solução para um problema antigo

No Rio Grande do Sul, a crise do leite se arrasta há anos. Segundo levantamento da Emater, entre 2015 e 2021, 44 mil produtores ligados à indústria abandonaram a atividade, contribuindo para a evasão rural e gerando prejuízos econômicos para os municípios. Consciente do problema, o governo do presidente Lula já vinha discutindo ações, através da Conab e ministérios, para amenizar os impactos aos produtores.

No dia 4 de agosto, Edegar Pretto e o vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin, se reuniram com representantes de entidades do setor em Porto Alegre, para tratar da pauta. Eles informaram que o governo já havia autorizado a Conab a fazer compra pública de leite e que o anúncio seria feito nos próximos dias. 

RS Norte

Noticias Relacionadas