• 18 de maio de 2024

Baixa na tarifa da CRELUZ continua valendo para a área de atuação da Cooperativa

 Baixa na tarifa da CRELUZ continua valendo para a área de atuação da Cooperativa

Diante da divulgação de notícias principalmente em rede nacional, sobre o efeito do custo da energia nos índices de inflação principalmente no caso do IPCA – Indice de Preço ao Consumidor Amplo – referente ao mês de agosto, a Creluz reitera que a baixa nas tarifas de energia continua valendo em sua área de atuação.

Os dados divulgados pelo IBGE dizem respeito ao fim da concessão do bônus de ITAIPU aos consumidores em todo o Brasil, porém, é importante lembrar que este bônus é distribuído em apenas um mês durante o ano, portanto terá pouca ou quase nenhuma influência sobre uma média de custo da energia anual, por exemplo.

São peculiaridades do sistema elétrico que muitas vezes a imprensa a nível nacional esquece de explicar ao consumidor causando duvidas e incertezas. Importante lembrar também que o bônus de ITAIPU é aplicado sobre as faturas de energia no mês de julho, então significa dizer que a energia não subiu, apenas voltou ao mesmo patamar do mês anterior (junho) quando não houve a concessão do bônus. O mesmo fator acontecerá em 2024 quando o benefício novamente deverá ser concedido.

Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) divulgou o valor de R$ 405,4 milhões referentes ao Bônus de Itaipu, para o mês de julho de 2023. Pelos cálculos da ANEEL, 81 milhões de unidades consumidoras foram beneficiadas em todo o país, através de crédito nas faturas de energia elétrica.

A Tarifa Bônus de Itaipu decorre de saldo positivo na Conta Comercialização da Energia Elétrica de Itaipu (Conta de Itaipu) em 2022. São beneficiários os consumidores do Sistema Interligado Nacional (SIN), das classes residencial e rural, que tiveram ao menos um mês, em 2022, consumo faturado inferior a 350 KWh. Na área da Creluz, foram beneficiadas 21.417 unidades consumidoras que tiveram descontos que variaram de R$ 0,01 até R$ 14,41. O desconto médio foi de R$ 5,73.

Já a baixa nas tarifas de energia da Creluz foi autorizada pela ANEEL através do processo revisão tarifaria, que acontece todos os anos e não tem qualquer relação com o fato citado.  A tarifa de energia elétrica para a Creluz diminuiu em média 11.95%. Para instalações residenciais e comerciais urbanas, industrias e poder público teve baixa de 13,27%, para a tarifa rural o decréscimo é de 7,73%. A maior baixa foi para os consumidores da média tensão chegando a uma redução de 16.62%.

Edevaldo Stacke/Ascom Creluz

RS Norte

Noticias Relacionadas