• 25 de maio de 2024

Anúncios sobre a cadeia leiteira continuam sendo insuficientes

 Anúncios sobre a cadeia leiteira continuam sendo insuficientes

Nesta quinta-feira (27), em Lajeado, a Fetag-RS e lideranças de entidades representativas do setor produtivo participaram de mais uma reunião com o governo federal para tratar sobre a cadeia leiteira, cuja situação está se agravando a cada dia que passa.

Na reunião de hoje, os ministros anunciaram que, na próxima semana, deverá ser publicada medida que diminui ou até isenta impostos para as empresas que não importam leite para o Brasil. O governo também trabalha com a possibilidade de subvenção para os produtores de leite.

Para o presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva, “diminuir ou zerar impostos para empresas que não importam, é bom, mas não vai resolver o problema. A solução seria barrar as importações ou subsidiar os produtores brasileiros, assim como o governo argentino fez com seus produtores. Desde o dia 15 de março estamos alertando sobre os problemas, mas as medidas estão vindo a conta gotas. Nosso problema é o Mercosul”.

Para a próxima semana, outra reunião irá ocorrer para mais alinhamentos, porém, desde março já foram realizadas mais de dez reuniões com os representantes do governo, mas o ainda não foi anunciada nenhuma medida que de fato resolva o problema. A Fetag-RS, os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais e a Contag, vão trabalhar com o intuito de organizar mobilizações de todos os estados no dia 11 de outubro.

“Com a liderança da Contag, vamos discutir com os demais presidentes de federações de todo o país mobilizações em todo o território nacional. Lamentamos ter que tirar os produtores de suas propriedades, mas ao que parece, só assim vamos chamar a atenção para o problema”, afirma o presidente Joel.

RS Norte

Noticias Relacionadas